Download
 
Apresentação de Slides
 
Correio
 
Fórum
 
Atividades
 
Pasta de Trabalho
 
 
Ajuda
 
MÓDULO VII
Introdução
Cáusticos
Sabões e detergentes
Desodorizantes
Repelentes de insetos
polidores de metal
Pilhas e baterias
Derivados de petróleo de uso doméstico
Tintas, vernizes e lacas
Colas e adesivos
Cosméticos
Outros
Medidas de Prevenção
Intoxicação por Produtos de Uso Doméstico  

 


Considerações gerais

Saneantes ou Domissaniários – Substâncias ou preparações destinadas à higienização, desinfecção ou desinfestação domiciliar, em ambientes coletivos e/ou públicos, em lugares de uso comum e no tratamento de água, compreendendo:

Detergentes e seus congêneres - são as substâncias que apresentam como finalidade a limpeza e conservação de superfícies inanimadas, como por exemplo: Detergentes; Alvejantes; Amaciante de Tecidos; Antiferruginosos; Ceras; Desincrustantes Ácidos e Alcalinos; Limpa Móveis, Plásticos, Pneus, Vidros; Polidores de Sapato, Superfícies Metálicas; Removedores; Sabões; Saponáceos e outros.

Alvejantes - qualquer substância com ação química, oxidante ou redutora, que exerce ação branqueadora.

Desinfetantes - são formulações que têm na sua composição substâncias microbicidas e apresentam efeito letal para microrganismos não esporulados. São eles: De uso geral, Para Indústrias Alimentícias, Para Piscinas, Para Lactários, Hospitalares para superfícies fixas e Hospitalares para artigos semi-críticos.

Desodorizantes - são formulações que têm na sua composição substâncias microbioestáticas, capazes de controlar os odores desagradáveis advindos do metabolismo microrgânico. Não apresentam efeito letal sobre microrganismos, mas inibem o seu crescimento e multiplicação. São eles: Desodorizante Ambiental, Para aparelhos sanitários e outros.

Esterilizantes - são formulações que têm na sua composição substâncias microbicidas e apresentam efeito letal para microrganismos esporulados e não esporulados.

Algicidas para piscinas - são substâncias ou produtos destinados a matar algas.

Fungicidas para piscinas - são substâncias ou produtos destinados a matar todas as formas de fungos.

Desinfetante de água para o consumo humano - são substâncias ou produtos destinados à desinfecção de água para beber.

Água sanitária - soluções aquosas à base de hipoclorito de sódio ou cálcio, com teor de cloro ativo entre 2,0 a 2,5% p/p, durante o prazo de validade (máximo de 6 meses). Produto poderá conter apenas hidróxido de sódio ou cálcio, cloreto de sódio ou cálcio e carbonato de sódio ou cálcio como estabilizante. Pode ter ação como alvejante e de desinfetante de uso geral.

Produtos biológicos – produtos à base de microrganismos viáveis para o tratamento de sistemas sépticos, tubulações sanitárias de águas servidas, e para outros locais, com a finalidade de degradar matéria orgânica e reduzir os odores.

Inseticidas – são produtos desinfestantes destinados à aplicação em domicílios e suas áreas comuns, no interior de instalações, edifícios públicos ou coletivos e ambientes afins para controle de insetos e outros animais incômodos e nocivos à saúde.

Raticidas - são produtos desinfestantes destinados à aplicação em domicílios e suas áreas comuns, no interior de instalações, edifícios públicos ou coletivos e ambientes afins para controle de roedores.

Jardinagem amadora – são produtos destinados à aplicação em jardins ou plantas ornamentais, cultivadas sem fins lucrativos, para o controle de pragas e doenças e bem como aqueles destinados a revitalização e ao embelezamento das plantas.

Repelentes – são produtos com ação repelente para insetos, para aplicação em superfícies inanimadas e para volatilização em ambientes com liberação lenta e contínua do (s) ingrediente (s) ativo (s) por aquecimento elétrico ou outra forma de energia ou espontaneamente.

Peculiaridade dos domissanitários

• 60 a 90% do tempo das pessoas é passado em ambientes fechados.
• Exposição cotidiana.
• Diversidade de finalidades.
• Mesma marca comercial com diferentes formulações e concentrações.
• Composição similar em produtos com aplicações diferentes.
• Exposição concomitante.
• Regionalidade de hábitos e de marcas.
• Associação e uso inadequado de produtos.

Em caso de acidente

Sempre trate primeiro da(s) pessoa(s) acidentada(s);
Siga as orientações de socorro que estão no rótulo do produto;
Adote as seguintes medidas gerais de primeiros-socorros de acordo com
a situação:
Se a pessoa bebeu ou comeu o produto: não provoque vômito, procure imediatamente o serviço de saúde mais próximo. Nunca dê nada para a pessoa beber ou comer, se ela estiver inconsciente.
Se o produto entrou em contato com os olhos (caiu ou respingou): lave-os imediatamente com muita água limpa, mantendo os olhos bem abertos. Em caso de dor, irritação, ardência ou lacrimejamento, procure imediatamente ajuda médica.
Se o produto entrou em contato com a pele (caiu ou respingou): lave
imediatamente a parte do corpo atingida, com muita água limpa.Tire as roupas contaminadas pelo produto. Em caso de irritação, dor ou queimadura procure ajuda médica.
Se a pessoa inalou (cheirou) em excesso o produto: leve-a para um local aberto. Se houver sinais de intoxicação (mal-estar, tontura, dificuldades para respirar, tosse), procure ajuda médica.

Atenção: Sempre que possível, é importante levar o rótulo do produto ao médico, porque isto orienta e melhora o atendimento ao paciente.

Medidas de prevenção

Todo produto tem que ter rótulo.
Só use produtos que tenham no rótulo, de forma clara, para o que ele serve.
Essa indicação deve estar na parte da frente da embalagem, junto ao nome do produto. Por exemplo: sabão em pó, desinfetante, amaciante, detergente, inseticida.
No Rótulo, você lê informações sobre o produto. Todos os rótulos devem conter:

• o nome do fabricante ou importador, com endereço completo, telefone e também o nome do técnico responsável pelo produto;
• a frase “Produto notificado na Anvisa/MS” ou número do registro no Ministério da Saúde;
• a frase “Antes de usar leia as instruções do rótulo”, para que você saiba como usá-lo;
• avisos sobre os perigos e informações de primeiros socorros;
• o número de telefone do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC);
• caso esteja escrito no rótulo “PROIBIDA A VENDA DIRETA AO
PÚBLICO” ou “USO PROFISSIONAL” este produto somente poderá ser utilizado por profissional habilitado.

O rótulo não pode estar rasgado, descolado da embalagem, manchado ou com letras que não dêem para ler.

Não compre nem use:

• produtos saneantes vendidos por ambulantes em carros, peruas ou caminhões, etc;
• produtos saneantes vendidos em garrafas de refrigerantes e outras bebidas;
• produtos que não tenham data de fabricação, prazo de validade e número de lote
do produto;
• produtos cujas embalagens pareçam ter sido abertas, estejam amassadas, enferrujadas, estufadas, rasgadas ou furadas;
• produtos que estão em grandes volumes (barris, bombonas ou tonéis) e que são passados para outra embalagem no momento em que se compra .
Guarde produtos saneantes bem longe de bebidas, alimentos, medicamentos e cosméticos.
Mantenha produtos saneantes fora do alcance de crianças e animais, pois podem atrair a atenção principalmente de crianças pequenas, entre 1 e 5 anos de idade, e causar acidentes graves.
Inutilize as embalagens vazias dos produtos saneantes, pois elas sempre ficam com resíduos (restos) do produto. Jogue fora as embalagens vazias, de preferência em sistema de coleta seletiva (separadas e outros lixos).
• Somente misture um produto saneante com outro produto qualquer se esta indicação constar no rótulo, pois a mistura indevida pode causar reações explosivas ou vapores tóxicos.
• Não perfure nem jogue no fogo embalagens de AEROSSÓIS.
Nunca vire o jato de um AEROSSOL ou SPRAY em direção ao rosto.
• Utensílios domésticos (copos, xícaras, colheres) só podem ser utilizados como medida para produtos saneantes se forem reservados apenas para esse fim ou muito bem lavados após o uso.
Mantenha os produtos saneantes protegidos do sol, chuva e umidade.
Mantenha os produtos saneantes longe do calor e do fogo, pois alguns produtos são inflamáveis.

Denuncie produtos clandestinos!
É muito importante a ajuda da comunidade em reconhecer os produtos clandestinos. Avise à Vigilância Sanitária de sua cidade ou Estado.

 
Sair