Download
 
Apresentação de Slides
 
Correio
 
Fórum
 
Atividades
 
Pasta de Trabalho
 
 
Ajuda
 
MÓDULO VII
Considerações gerais
Cáusticos
Sabões e detergentes
Desodorizantes
Repelentes de insetos
polidores de metal
Pilhas e baterias
Derivados de petróleo de uso doméstico
Tintas, vernizes e lacas
Colas e adesivos
Outros
Medidas de Prevenção
Intoxicação por Produtos de Uso Doméstico  

 


Definições

São substâncias ou preparações destinadas à higienização, desinfecção ou desinfestação domiciliar, em ambientes coletivos e/ou públicos, em lugares de uso comum e no tratamento de água, compreendendo:


1. Detergentes e seus congêneres - são as substâncias que apresentam como finalidade a limpeza e conservação de superfícies inanimadas, como por exemplo, detergentes, alvejantes; amaciante de tecidos; antiferruginosos, ceras, desincrustantes ácidos e alcalinos, limpa móveis, plásticos, pneus, vidros; polidores de sapato, superfícies metálicas, removedores, sabões, saponáceos e outros.

2. Alvejantes – correspondem a qualquer substância com ação química, oxidante ou redutora, que exerce ação branqueadora.

3. Desinfetantes - são formulações que têm na sua composição substâncias microbicidas e apresentam efeito letal para microrganismos não esporulados. Eles podem ser de uso geral, para indústrias alimentícias, para piscinas, para lactários, hospitalares para superfícies fixas e hospitalares para artigos semi-críticos.

4. Desodorizantes - são formulações que têm na sua composição substâncias microbioestáticas, capazes de controlar os odores desagradáveis advindos do metabolismo microrgânico. Não apresentam efeito letal sobre microrganismos, mas inibem o seu crescimento e multiplicação. São eles: desodorizantes ambientais, produtos para aparelhos sanitários e outros.

5. Esterilizantes - são formulações que têm na sua composição substâncias microbicidas e apresentam efeito letal para microrganismos esporulados e não esporulados.

6. Algicidas para piscinas -
são substâncias ou produtos destinados a matar algas.

7. Fungicidas para piscinas - são substâncias ou produtos destinados a matar todas as formas de fungos.

8. Desinfetantes de água para o consumo humano - são substâncias ou produtos destinados à desinfecção de água para beber.

9. Água sanitária - soluções aquosas à base de hipoclorito de sódio ou cálcio, com teor de cloro ativo entre 2,0 a 2,5% p/p, durante o prazo de validade (máximo de 6 meses). Produto poderá conter apenas hidróxido de sódio ou cálcio, cloreto de sódio ou cálcio e carbonato de sódio ou cálcio como estabilizante. Pode ter ação como alvejante e de desinfetante de uso geral.

10. Produtos biológicos – produtos à base de microrganismos viáveis para o tratamento de sistemas sépticos, tubulações sanitárias de águas servidas, e para outros locais, com a finalidade de degradar matéria orgânica e reduzir os odores.

11. Inseticidas – são produtos desinfestantes destinados à aplicação em domicílios e suas áreas comuns, no interior de instalações, edifícios públicos ou coletivos e ambientes afins para controle de insetos e outros animais incômodos e nocivos à saúde.

12. Raticidas - são produtos desinfestantes destinados à aplicação em domicílios e suas áreas comuns, no interior de instalações, edifícios públicos ou coletivos e ambientes afins para controle de roedores.

13. Produtos para jardinagem amadora – são produtos destinados à aplicação em jardins ou plantas ornamentais, cultivadas sem fins lucrativos, para o controle de pragas e doenças e bem como aqueles destinados a revitalização e ao embelezamento das plantas.

14. Repelentes – são produtos com ação repelente para insetos, para aplicação em superfícies inanimadas e para volatilização em ambientes com liberação lenta e contínua do (s) ingrediente (s) ativo (s) por aquecimento elétrico ou outra forma de energia ou espontaneamente.

Peculiaridades dos domissanitários

• 60 a 90% do tempo das pessoas são passados em ambientes fechados.
• Exposição cotidiana.
• Diversidade de finalidades.
• Mesma marca comercial com diferentes formulações e concentrações.
• Composição similar em produtos com aplicações diferentes.
• Exposição concomitante.
• Regionalidade de hábitos e de marcas.
• Associação e uso inadequado de produtos.

 

Conduta em caso de acidente

Sempre trate primeiro da(s) pessoa(s) acidentada(s).

Siga as orientações de socorro que estão no rótulo do produto.

Medidas gerais de primeiros-socorros, de acordo com a situação:

• Se a pessoa bebeu ou comeu o produto: não provoque vômito, procure imediatamente o serviço de saúde mais próximo. Nunca dê nada para a pessoa beber ou comer, se ela estiver inconsciente.

• Se o produto entrou em contato com os olhos (caiu ou respingou): lave-os imediatamente com muita água limpa, mantendo os olhos bem abertos. Em caso de dor, irritação, ardência ou lacrimejamento, procure imediatamente ajuda médica.

• Se o produto entrou em contato com a pele (caiu ou respingou): lave imediatamente a parte do corpo atingida, com muita água limpa.Tire as roupas contaminadas pelo produto. Em caso de irritação, dor ou queimadura procure ajuda médica.

• Se a pessoa inalou (cheirou) em excesso o produto: leve-a para um local aberto. Se houver sinais de intoxicação (mal-estar, tontura, dificuldades para respirar, tosse), procure ajuda médica.

Atenção: Sempre que possível, deve-se levar o rótulo do produto ao médico, porque isto orienta e melhora o atendimento ao paciente.


 
Sair