Download
 
Apresentação de Slides
 
Correio
 
Fórum
 
Atividades
 
Pasta de Trabalho
 
 
Ajuda
 
MÓDULO VII
Considerações gerais
Cáusticos
Sabões e detergentes
Desodorizantes
Repelentes de insetos
polidores de metal
Pilhas e baterias
Derivados de petróleo de uso doméstico
Tintas, vernizes e lacas
Colas e adesivos
Outros
Medidas de Prevenção
Intoxicação por Produtos de Uso Doméstico  

 


Considerações gerais

Considerações gerais sobre o óleo de pinho

O óleo de pinho, utilizado como desinfetante e odorizante de ambiente, constitui uma mistura de álcoois terpênicos, presentes nas formulações comerciais em concentrações entre 3 a 20%.

Ele é freqüentemente associado a outros álcoois, a detergentes e, até a presente data, ao formaldeído, ainda que esta última associação deva ser proibida em breve.

Causam uma irritação severa de mucosas e são facilmente absorvidos pelas vias respiratórias e digestivas.

Manifestações clínicas

Os principais sintomas provocados são:

• digestivos: irritação mucosa, dor retroesternal, epigastralgia, náusea, vômitos, cólica e diarréia. Uma gastrite hemorrágica pode ocorrer;
• respiratórios: em caso de aspiração, sobrevêm tosse imediata, sufocação, sibilâncias e dispnéia. Uma pneumonite química também pode aparecer. Em caso de inalação, só uma irritação mucosa, acompanhada de coriza e tosse, é encontrada.
• O contato com a pele gera uma irritação cutâneo-mucosa.

As complicações mais freqüentes são de tipo neurológico, com sonolência, fraqueza, hipotermia, agitação, excitabilidade, delírio, cefaléia e ataxia. Pode-se ainda encontrar uma insuficiência renal.

Tratamento

Nas manifestações digestivas de intoxicação por pequenas quantidades, pratica-se uma diluição com água e aportam-se demulcentes. Para quantidades maiores, não induzir vômitos e fazer lavagem gástrica com entubação traqueal prévia. Não oferecer alimentos ou bebidas oleosos.

Os sintomas respiratórios requerem bronco-aspiração, broncodilatadores por nebulização e aminofilina endovenosa. Um tratamento específico para é necessário para a pneumonite química. Se houve inalação, a nebulização e o uso de descongestionantes sistêmicos são preconizados.

As reações cutâneo-mucosas devem ser tratadas por irrigação com água corrente.


 
Sair